Ansiedade tem cura? 5 formas de aliviar sintomas e se curar

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

Será que a ansiedade tem cura? Será que é possível ter um nível de ansiedade que seja saudável?

Nos dias de hoje, muita gente precisa aprender a lidar com a ansiedade, que nada mais é do que uma emoção natural do ser humano. Emoção, entretanto, que pode prejudicar a qualidade de vida e o dia a dia das pessoas.

No texto de hoje, além de responder as questões levantadas acima, você vai entender mais sobre o fenômeno da ansiedade, além de aprender cinco formas de aliviar os sintomas de forma natural ou com medicamentos. Então prepare-se para muita informação que pode ajudar muitos de vocês!

A ansiedade pode ser saudável?

A resposta é: sim! Existem níveis saudáveis e funcionais de ansiedade. A ansiedade é uma emoção natural, que todo ser humano tem a capacidade de sentir. Então, se todo o ser humano é capaz de sentir ansiedade, não faz sentido dizer que a ansiedade é uma doença.

Afinal, se a capacidade de sentir ansiedade é algo universal, deve ser porque ela tem alguma função. E se você estuda a fundo o fenômeno da ansiedade, você entende a função natural da ansiedade: ela prepara o seu corpo para um perigo no futuro.

Você já deve ter percebido que a sua ansiedade aparece, na maioria das vezes, associada a algum problema ou perigo futuro. Por exemplo, se você tem que se preparar para uma prova daqui a duas semanas e ainda não estudou, você sente ansiedade. Ou se você tem uma conversa difícil com o seu marido e ainda não pensou em como irá conduzir o diálogo, você terá ansiedade.

Em outras palavras, a ansiedade é uma emoção natural que serve para avisar você de um perigo futuro, para que você se prepare para esse perigo.

Se a sua ansiedade não lembrasse você de estudar, talvez você não se sentisse pressionado o suficiente para se dedicar ao estudo e passar na prova; se a sua ansiedade não lembrasse você de que essa conversa difícil está prestes a acontecer, talvez você chegasse despreparada na conversa e a conversa se transformasse numa briga. Logo, a ansiedade pode ser saudável quando ela ajuda você a se preparar para um perigo real do futuro.

desafio terapeuta confiante

Ansiedade tóxica

Assim como a gente falou da ansiedade saudável, a gente precisa falar da ansiedade tóxica, que é quando a ansiedade passa do nível saudável. A ansiedade pode ficar tóxica toda vez que você tem alguns sintomas físicos de ansiedade e tem preocupação excessiva relacionada a um problema, mas essa preocupação não se transforma em atitudes práticas para resolver o problema.

Ou seja, quando, em vez de conseguir usar a ansiedade para sentar e estudar, você fica remoendo aquele problema na sua cabeça e nada de prático acontece. Ou, por exemplo, quando em vez de se preparar para essa conversa difícil com o seu marido, você fica remoendo ela na sua cabeça e chega nessa conversa despreparado.

A ansiedade tem cura?

mulher com ansiedade

Como a ansiedade é uma emoção natural, é impossível dizer que a ansiedade tem cura!

Todo o ser humano é capaz de sentir ansiedade e não faria sentido dizer que existe uma cura para algo que é natural de todo o ser humano. Porém, existem transtornos de ansiedade, que são doenças, e esses sim podem ser curados. Um transtorno de ansiedade é um diagnóstico médico que classifica qual é o seu tipo de ansiedade tóxica. Alguns exemplos de transtornos de ansiedade são:

  • Transtorno de ansiedade generalizada;
  • Transtorno do pânico;
  • Todos os tipos de fobias, inclusive fobia social;
  • Transtorno de estresse pós-traumático.

Todos os transtornos de ansiedade têm a possibilidade de cura, através de algum tipo de tratamento! Quando você se compromete com o tratamento e passa por todas as suas etapas, a chance dos sintomas sumirem é alta. Ao mesmo tempo, transtornos mentais não têm uma cura garantida.

Por isso, o tratamento pode curar algumas pessoas em meses, enquanto outros podem levar anos para obterem resultados parecidos. Tudo depende do profissional, do comprometimento do paciente e de quão moderno é o tratamento.

Como identificar uma crise de ansiedade?

Nesse texto, a gente vai chamar de crise de ansiedade a mesma coisa que as pessoas, comumente, chamam de crise de pânico. Algumas pessoas gostam de diferenciar as duas coisas, mas hoje a gente vai tratar como se elas fossem uma só.

E de uma forma simples, uma crise de ansiedade é um período curto, de 10 a 15 minutos, em que você sente praticamente todos os sintomas de ansiedade ao mesmo tempo e na máxima intensidade. Também, nessas crises, é muito comum que você sinta medo de enlouquecer ou a sensação de que você está prestes a morrer ou correndo um grande perigo.

Se você já passou por uma crise dessa forma, você sabe que é muito difícil confundir uma crise de pânico com qualquer outra coisa. Afinal, a sensação de que você está prestes a morrer e sentir todos os sintomas ao mesmo tempo na máxima intensidade é muito único de estar passando por uma crise. Por isso, se você está em dúvida se você teve ou não teve uma crise de pânico, a resposta é que você provavelmente não teve.

Quais são os principais sintomas de ansiedade?

Estudante com ansiedade

Vamos dividir os sintomas de ansiedade neste texto em duas categorias: sintomas físicos e sintomas mentais.

Sintomas físicos:

1. Coração acelerado e respiração ofegante

O primeiro deles é o coração acelerado e a respiração ofegante. Esses são os dois sintomas mais comuns que aparecem quando você está numa situação de ansiedade: sentir o coração acelerado e a respiração ofegante.

Não significa que você tenha um transtorno de ansiedade, mas que você está passando por um momento de ansiedade. No entanto, se o seu coração está acelerado e a sua respiração está ofegante pela maior parte do dia, mesmo em situações que não causam ansiedade para a maioria das pessoas,é necessário investigar se isso pode ser um transtorno de ansiedade.

2. Sintomas no trato gastrointestinal

O segundo tipo de sintomas são sintomas relacionados ao trato gastrointestinal. A ansiedade afeta o seu sistema digestório diretamente. Por isso, é muito comum pessoas que sofrem de ansiedade sofrerem também de problemas no trato digestivo, como náuseas, enjoos, diarreia, constipação etc.

3. Sintomas na pele

E o terceiro tipo de sintoma físico são sintomas na pele. A pele é um órgão muito sensível ao estresse e ansiedade. Quando a ansiedade faz parte do seu dia e se repete muitas vezes ao longo da semana, o nível de inflamação da sua pele aumenta. E essa inflamação aumentada faz com que possam surgir manchas, irritações e machucados mais facilmente na sua pele.

Sintomas psicológicos:

São 3 principais sintomas psicológicos de uma pessoa que sofre de ansiedade.

1. Baixa concentração

Como a ansiedade é uma emoção que prepara o seu corpo para um perigo que pode vir de qualquer lugar do ambiente, ela faz com que sua concentração fique mais dispersa. Em outras palavras, ela faz com que a sua atenção esteja em todos os lugares e não em um único lugar. E essa característica da ansiedade faz com que a sua concentração diminua.

2. Pensamento preocupado e acelerado

Muitas pessoas que sofrem de ansiedade relatam que durante momentos de alta ansiedade sentem que entram num turbilhão de pensamentos. E nessas horas, é como se vários pensamentos passassem ao mesmo tempo pela sua mente, sem que você conseguisse agarrar nenhum.

Naturalmente, isso prejudica sua capacidade de raciocínio no momento de crise, o que pode fazer com que você esqueça, por exemplo, as técnicas que te ajudariam a sair da crise e a lidar com a falta de ar.

3. Vontade de fugir

Uma pessoa ansiosa tende a tentar fugir de qualquer situação, pessoa ou lugar que cause ansiedade nele. Então, como ela odeia sentir ansiedade – e é muito sensível à ansiedade – ela pode acabar desmarcando, cancelando e fugindo de todo tipo de compromisso que cause ansiedade.

Mas o problema é que fugir desses compromissos pode fazer com que a vida da pessoa perca muito da graça e do prazer. Além disso, pode fazer com que ela se isole cada vez mais e sinta cada vez mais o medo do mundo exterior.

Como curar a ansiedade de 5 formas diferentes

Quando falamos sobre a cura da ansiedade, queremos falar sobre aliviar os sintomas físicos da ansiedade e ajudar no tratamento dos transtornos de ansiedade caso você tenha um diagnóstico, ok? Porque já falamos antes que, por não ser uma doença, não podemos dizer que a ansiedade tem cura. Nessa parte, a gente vai dividir os tratamentos em tratamentos naturais e tratamentos medicamentosos para ansiedade.

Tratamentos naturais para ansiedade:

Mesmo não podendo dizer que a ansiedade tem cura, vamos começar com os tratamentos naturais para a ansiedade. Selecionamos três para vocês:

1. Exercício físico

O primeiro dos tratamentos naturais é aumentar o exercício físico na sua vida. Exercício físico é um antidepressivo natural e um ansiolítico natural. Além disso, pessoas que praticam exercícios físicos regularmente têm de 30% a 50% menos chance de desenvolver um transtorno de ansiedade do que pessoas que não praticam.

Isso significa que praticar atividade física, nem que seja uma simples caminhada dia sim e dia não, pode ser uma ótima atitude de prevenção contra transtornos de ansiedade.

2. Sono

O segundo tratamento natural para a ansiedade é melhorar o sono. Dormir mal causa uma piora nos sintomas de ansiedade na maioria das pessoas. Seguindo a mesma lógica, dormir bem causa uma melhora e uma diminuição dos sintomas de ansiedade para a maioria das pessoas também!

E é por isso que você pode tomar, hoje, atitudes simples para melhorar o seu sono – atitudes que custam zero reais e têm um alto poder de impacto. Por exemplo, Você pode começar a fazer uma rotina de sono. Ou seja, ter um passo a passo antes de dormir que se repete, sempre igual, para acostumar o seu cérebro com a hora de dormir.

Também, outra atitude muito útil para ter um sono melhor é escutar um relaxamento guiado todo dia antes de dormir. Confira abaixo o relaxamento guiado feito pela Eurekka.

3. Psicoterapia

E a terceira forma de tratamento natural contra a ansiedade é a psicoterapia. A função mais importante da terapia para a pessoa com ansiedade é ensinar ela a se autoacalmar e ajudar ela a enfrentar as coisas que causam ansiedade, em vez de fugir.

Porque, na terapia, você consegue reverter esse ciclo vicioso que cada vez faz você ficar mais isolado. Em alguns casos, o terapeuta ajuda você a fazer isso com técnicas da psicologia e você consegue enfrentar os seus medos e ansiedades, um pouquinho de cada vez. E de todos os tratamentos naturais, esse é um dos que mais tem efeito!

Tratamentos medicamentosos para ansiedade:

No tratamento com um médico e com um psiquiatra para ansiedade, existem dois medicamentos que são os mais comuns, ok? O primeiro tipo de medicamento são os remédios antidepressivos e o segundo tipo de medicamento são os remédios calmantes.

4. Remédios antidepressivos

Pouca gente sabe disso, mas os remédios antidepressivos também são usados para o controle da ansiedade! Por isso, não fique assustado se o seu psiquiatra receitar um remédio antidepressivo e o seu caso for ansiedade. O objetivo desse remédio é equilibrar a química do seu cérebro, para que você tenha um pouco mais de ânimo e um pouco menos de agitação.

Esses remédios não têm efeito imediato, mas começam a fazer efeito a partir de duas ou três semanas de uso. Alguns dos princípios ativos mais comuns nesse tipo de remédio são: fluoxetina, sertralina, paroxetina, escitalopram, citolopram etc.

5. Remédios calmantes

Os remédios calmantes, diferentes dos remédios antidepressivos, têm um efeito imediato. Geralmente, o remédio calmante é receitado pelo psiquiatra para ser usado durante um momento de crise ou logo antes de dormir para facilitar o sono.

Esses remédios não devem ser usados em excesso, pois podem causar dependência, ao contrário dos remédios antidepressivos. Nomes comuns desses remédios: alprazolam, clonazepam, rivotril e diazepam.

Tratamento da Eurekka para ansiedade

sede presencial da Eurekka

A Eurekka é a maior clínica de terapia online do Brasil e a gente atende centenas de pacientes com problemas de ansiedade. O foco da nossa terapia é ensinar habilidades práticas e úteis para a vida de qualquer ansioso.

Nesse sentido, o terapeuta ajuda você a aprender a se autoacalmar, a organizar a sua vida e a enfrentar a ansiedade de uma forma que ela não seja mais uma barreira que o separa da vida que você quer. Todo esse processo é feito aos poucos, sessão por sessão. E dessa forma, dando um micropasso por dia e conseguindo uma microvitória por dia, você chega muito longe ao longo do tempo.

Se você quiser saber mais sobre a terapia da Eurekka e marcar sua conversa inicial, para dar início ao seu tratamento de ansiedade, é só clicar aqui! E para acessar mais conteúdos gratuitos como esse sobre bem estar, psicologia e saúde emocional, clique na rede social que preferir: Instagram, Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.51

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

ATENÇÃO TERAPEUTA

desafio terapeuta confiante

DOMINE O ATENDIMENTO ONLINE

09 aulas ao vivo gratuitas para você aprender tudo sobre atendimento terapêutico online.