fbpx
Escolha uma Página

No texto de hoje eu quero te ajudar a identificar quando um amigo seu, ou uma pessoa importante, está com depressão, e te mostrar como ajudar alguém com depressão.

Uma das coisas mais difíceis que podem acontecer na vida de qualquer pessoa é ver um amigo ou familiar com depressão e não saber como ajudar. A pessoa começa a se recolher cada vez mais e a não querer participar das atividades que vocês geralmente faziam juntos. Então, você se pergunta: será que essa pessoa que eu amo está deprimida?

Como identificar a depressão em um amigo ou familiar?

A depressão de um amigo ou familiar pode ser completamente incapacitante e identificar essa depressão é o primeiro passo para você poder ajudar. Por isso, é importante conhecer os sinais que aparecem nesses casos. São eles:

  • Pensamentos de desconexão com o mundo, de culpa e de remorso (isso acontece pois ela sente que não tem um motivo específico para estar deprimida, mas está se sentindo assim);
  • Pensamentos de morte, de que seria melhor não existir;
  • Irritação (qualquer coisinha tira ela do sério);
  • Sono bagunçado (ela está dormindo muito mais ou muito menos do que dormia);
  • Lentidão, dificuldade de organizar os pensamentos;
  • Humor deprimido;
  • Mudanças na fome (ela está comendo muito mais ou muito menos do que costumava comer, o peso dela está variando muito rápido);
  • Fugir dos compromissos (você nota que ela está se afastando do que importava para ela).

Como lidar com a depressão do companheiro?

A depressão puxa a gente para baixo de uma maneira tão forte, que muitas vezes a gente não consegue controlar as nossas emoções e as nossas reações.

Quem já teve alguém próximo com depressão, como um companheiro, sabe a barra que é ver a outra pessoa numa situação super difícil, triste, com menos motivação e, ainda assim, tentar ajudar e não saber o que fazer.

As principais estratégias para lidar com a depressão do seu companheiro são:

  • Compreender que o tratamento é essencial
  • Incentivar a prática de atividades prazerosas
  • Concentrar-se em metas pequenas
  • Ler tudo sobre o assunto
  • Encontrar serviços de apoio
  • Incentivar visitas ao psicólogo

Quais atitudes podem atrapalhar o convívio com uma pessoa depressiva?

A principal atitude que pode atrapalhar o convívio com uma pessoa depressiva é invalidar a situação dela, ou seja,

Dizer para a pessoa deprimida que a depressão é uma bobagem

Nada dói mais do que ouvir que o que você está sentindo é frescura, que não faz sentido e que você não tem razão para estar do jeito que está. A depressão é efetivamente uma doença, logo, as pessoas não controlam como elas estão se sentindo.

Então, pega leve e tenta entender e ouvir o lado da outra pessoa sobre como é se sentir daquele jeito. No entanto, você ainda pode estar se preguntando: o que fazer ativamente para ajudar?

Nesse caso, existem oito atitudes simples que você pode realizar para ajudar essa pessoa querida a sair dessa.

Como ajudar alguém com depressão com 8 atitudes simples

1- Tenha calma e paciência

É essencial entender que se trata de uma doença o que essa pessoa está passando. Ela não está fazendo isso porque ela é preguiçosa e fresca, ou porque ela está tentando manipular você.

Ela está fazendo isso porque ela realmente está mal.

Então, respire fundo e tenha calma, até porque a depressão não se vence do dia pra noite.

2- Procure aprender sobre o assunto

Você pode acessar conteúdos da Eurekka, ou de outras fontes, e tentar entender o máximo possível que puder sobre depressão. O melhor é que você já está fazendo isso nesse texto!

Aprender sobre as armadilhas e sobre o que você pode fazer vai ajudar você a ajudar essa pessoa, e até informar ela sobre o que está acontecendo.

3- Acolha e fique por perto

É natural que você queira se afastar de alguém com depressão. Muitas vezes essas pessoas estão irritadas, podendo te machucar com as coisas que dizem.

Porém, ainda que seja muito difícil ver essa situação e imaginar que ela poderia fazer um esforço a mais para sair dessa, o melhor que você pode fazer é ficar e oferecer apoio.

4- Seja um bom ouvinte

Permita que a outra pessoa conte para você o que ela está sentindo, escute e acolha. Porém, isso não significa que você vai ter que ouvir tudo o que ela disser repetidas vezes.

Significa que você tem que estar aberto para ajudar nesses momentos e, a partir do que você escuta, dizer que faz sentido que ela tenha se sentido do jeito que se sentiu, diante das coisas que ela viveu e passou.

No entanto, mostre que isso não significa que vocês não podem juntos buscar um tratamento.

5- Incentive a socialização

Incentive ela a voltar a ter contato com os amigos e com você. Isso inclui sair de casa e conversar com as pessoas importantes da vida dela. Nesse sentido, os vínculos sociais são essenciais para uma vida saudável e para tirar ela da depressão.

A perda de vitalidade tem muito a ver com não estar se conectando com as pessoas e com as coisas que são importantes para nós. Então, incentive ela a ir pra academia e ver os amigos, por exemplo. Também, convide pessoas, eventualmente, para ir na casa dela e veja ela interagir.

Tudo isso ajuda muito alguém que está com depressão! Porém, comece devagarinho, um micropasso de cada vez. Não vá, por exemplo, assustar ela com uma super festa surpresa.

6 – Estimule a prática de atividades

Sai com ela para dar uma volta, caminhando, ou bota aquele jogo de dança que vocês gostam, para se divertir. Você pode também chamar ela para ir pra academia, para andar de bicicleta ou para dar uma volta no parque.

Qualquer atividade física pode ser o estopim do início dessa reativação do organismo.

7- Não ignore comentários suicidas

Nunca ignore comentários suicidas. Existe um mito de que cão que ladra não morde. No entanto, a maioria das pessoas que comete suicídio avisou múltiplas vezes que estava pensando em cometer suicídio.

A depressão é uma doença letal, logo, se a gente está perto de uma pessoa deprimida, deve estar atento. Isso vale não só para nós como terapeutas, mas também para você, como amigo ou familiar.

Sabendo que o suicídio é algo em que a pessoa está falando e pensando sobre de forma recorrente, conseguimos intervir e até partir para uma internação, se isso for necessário.

Prestando atenção nos detalhes, você tem a chance de salvar essa pessoa!

8- Incentive a buscar ajuda profissional

Uma parte importante do seu papel em ajudar alguém com depressão é incentivar ela a buscar ajuda profissional.

Aqui na Eurekka a gente vai ter todo o prazer em receber e atender você, ou a pessoa que você está ajudando, de qualquer lugar do mundo, na modalidade online, com psicólogos experientes e treinados para isso. Inclusive, que já passaram por muitas situações desse tipo e que sabem orientar você a não se sobrecarregar e se afundar junto.

Essa situação é essencial. Então, faça essa pessoa procurar um psicólogo ou um psiquiatra. A depressão é uma barra muito pesada e é a doença mais incapacitante do século 21. Mas, ainda assim, é algo que a gente consegue tratar.

Existem muitos tratamentos para depressão, então, não permita que ela tome conta e se arraste por meses e meses na vida de uma pessoa que você ama.

Como ajudar uma pessoa com depressão a distância?

Os princípios são os mesmos. Você vai tentar estar presente pelos meios digitais (pelo WhatsApp, Skype ou pelo telefone mesmo). Além disso, você vai avisar pessoas que estão próximas, especialmente se você notar comentários, pensamentos e planejamentos sobre suicídio.

Em resumo, você vai fazer tudo isso que a gente disse, porém à distância. No entanto, procure não se queimar nesse processo, porque é muito difícil não passar por um desgaste emocional horrível.

Quando você estiver tentando ajudar alguém sozinho, busque envolver outras figuras que sejam importantes na vida dessa pessoa e que estejam mais próximas. Porque o mais importante é garantir que ela está buscando tratamento e ajudar ela a se convencer que ela consegue, sim, vencer essa situação.

Veja o vídeo sobre o assunto: Como ajudar alguém com depressão com 8 atitudes simples e eficazes

Indique os tratamentos para depressão da Eurekka

Por fim, se você acha que a Eurekka pode ajudar essa pessoa, uma boa ideia é indicar os conteúdos gratuitos que produzimos, como o DurmaZen (para insônia), Radiante (para desânimo), Desacelera (para ansiedade), Fui la e Fiz (para procrastinação) etc.

Se você sentiu que esse texto te ajudou e que a Eurekka pode ajudar ainda mais, estamos super abertos para atender você, de qualquer lugar do mundo, na modalidade online, ou presencial na sua cidade, com um dos nossos franqueados. Para marcar sua conversa inicial, é só clicar aqui!

Confira um dos terapeutas da Eurekka falando sobre o assunto:

Fique a vontade, também, para acessar nossos conteúdos em outras redes sociais, como: Instagram, Facebook e YouTube.

Parabéns por ter chegado até aqui. A gente quer interagir com você, então pode comentar aqui embaixo que a gente promete responder, tá?