Como parar de fumar: 7 dicas para largar o vício

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

Não é novidade que cigarro causa inúmeros prejuízos ao organismo. As substâncias presentes nele podem causar diversos tipos de câncer, mudança na voz e até infarto e AVC. Mas como parar de fumar?

Mesmo sabendo de todos os males que o tabaco causa, a grande maioria dos fumantes enfrenta muita dificuldade em largar o vício. De fato, não é nada fácil.

Por isso, no decorrer deste texto, nós iremos mostrar 7 dicas para auxiliar na luta contra este vício. Antes, é importante saber que todo este processo é baseado na mudança de hábitos.

Como o cigarro age no seu corpo?

como parar de fumar

A composição do cigarro que a maioria das pessoas consome é muito complexa. Em suma, apresenta folhas secas de tabaco, arsênico, amônia, sulfito de hidrogênio, cianeto hidrogenado e outros 4,5 mil complexos químicos.

Além disso, quando a fumaça do cigarro é inalada, tanto através da boca quanto pelo nariz, ela vai para os pulmões. Assim, ocorrerá a distribuição dos componentes do cigarro para o sistema circulatório fazendo com que a nicotina chegue, em média, por 13 segundos  ao cérebro. Todo o organismo é afetado pelas substâncias do cigarro.

No cérebro, provoca alterações de humor e de relaxamento, através de neurotransmissores como a dopamina, que também atuaram na produção do vício em cigarro. Além desta atuação, provocará o aumento da pressão arterial, da frequência cardíaca e respiratória. Com essas mudanças, a longo prazo, pode trazer malefícios sistêmicos provocados por estas modificações primárias.

Além das ações provocadas que citamos, a composição do cigarro possui, em média, 70 substâncias cancerígenas que poderão provocar tumores a médio e longo prazo. Isso se deve pela ação, a nível celular, dessas substâncias.

Quais são os efeitos que o cigarro pode provocar?

efeitos do cigarro

 A dependência do cigarro pode provocar vários efeitos maléficos no organismos, dentre eles:

  • Câncer de pulmão, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga e de colo de útero
  • Leucemia
  • Enfisema pulmonar
  • Bronquite crônica
  • Asma
  • Infecções respiratórias
  • Angina
  • Infarto agudo do miocárdio 
  • Hipertensão arterial
  • Aneurismas
  • Acidente vascular cerebral
  • Tromboses
  • Úlcera do aparelho digestivo
  • Osteoporose
  • Catarata
  • Impotência sexual no homem 
  • Infertilidade na mulher
  • Menopausa precoce 
  • Complicações na gravidez

7 dicas para parar de fumar

Sabemos que parar de fumar não é fácil. Por isso, listamos sete dicas para superar o vício. 

1- Elimine as circunstâncias para fumar

Eliminar os cinzeiros da casa ou dos locais que costumava fumar é uma boa dica. Além disso, elimine ou deixe de frequentar os locais destinados exclusivamente para o ato do fumar.

É importante também deixar o maço em casa quando for para o trabalho ou quando sair de carro. Por fim, peça para que os “companheiros de fumo” não o convidem para fumar. 

2- Diminua o prazer de fumar

As substâncias que estão no cigarro provocam um sistema de recompensa no sistema nervoso. Além disso, a hora de fumar normalmente é associada a um momento de prazer, como ida ao bar, descontração em uma pausa no trabalho e conversas com os amigos. Com isso, o prazer de fumar fica sustentado por essas práticas.

Assim, quando sentir vontade de fumar, procure ir para lugares mais desconfortáveis que irá ajudá-lo a pensar duas vezes antes de fumar.

A intenção deste passo não é afastar você dos amigos e dos momentos de lazer, mas ajudá-lo a se manter longe do cigarro.

3- Como parar de fumar de uma hora para outra

A decisão de parar de fumar de uma hora para outra é tomada principalmente por aqueles que passam por algum acontecimento marcante ou presenciam algo do tipo em seu núcleo de relações. Por exemplo, quando se descobre um amigo ou um familiar que teve câncer de pulmão ou alguma doença no sistema respiratório, o fumante repensa suas escolhas.

O mesmo acontece com as mulheres quando elas descobrem que estão grávidas.

Entretanto, toda mudança brusca causa consequências grandes também. Por exemplo, a crise de abstinência pode trazer sintomas como: dores de cabeça, irritabilidade, dificuldade de concentração, ansiedade e alterações do sono.

Assim, sabendo disso, essa parada repentina funciona melhor para pessoas que não estejam acostumadas a um consumo diário tão excessivo do tabaco, da nicotina e dos outros componentes do cigarro.

4- Como parar de fumar aos poucos 

Se você tem um consumo excessivo de cigarro e quer parar, a prática de parar aos poucos pode ser uma boa. É valido lembrar que a construção ou a destruição de hábitos requer tempo. Por isso, devemos nos preparar para termos a paciência para mudar coisas que estamos acostumados a fazer no nosso cotidiano.

Alguns especialistas indicam diminuir a quantidade de sete em sete dias para começar o processo. Porém, isso abre espaço para as pessoas adiarem a paralisação. Por isso, é necessário analisar o seu caso e decidir se o melhor é parar repentinamente ou por etapas.

5- Elimine ou atrase os horários do primeiro cigarro 

Uma dica boa é a de atrasar o primeiro cigarro. Por exemplo, se o seu primeiro for às oito da manhã, mude para as nove da manhã. Assim, aumente o intervalo entre eles e, desta forma, fique um dia sem o cigarro. Através deste método, você conseguirá eliminar o hábito a longo prazo.

6- Utilize os substitutos da nicotina

Um método bem famoso é o dos substitutos da nicotina. Por exemplo, os “chicletes de nicotina” e os “adesivos de nicotina”, que apresentam uma quantidade menor de nicotina do que as do cigarro comum. Com isso, os sintomas da abstinência irão diminuir, o que ajudará no processo de eliminação do hábito.

Mesmo assim, a nicotina apresenta os malefícios do seu uso, por isso o uso desses métodos devem ser prescritos por médicos.

7- Busque ajuda dos profissionais capacitados

Apesar de todas as dicas mostradas acima, sabemos que não é fácil a saída do vício. Por isso, a ajuda de profissionais de saúde como psicólogos e médicos são fundamentais para o sucesso no tratamento.

Além de tratamento medicamentoso, terapias comportamentais apresentam muito sucesso no tratamento.

Terapia da Eurekka para parar de fumar

imagem sede eurekka

Por fim, aqui na Eurekka nós trabalhamos com Terapia Comportamental Contextual, considerada a terceira geração da TCC.Caso você queira saber mais como funciona a terapia com a Eurekka, você pode clicar nesse link e descobrir tudo sobre ela!

Além disso, a Eurekka também conta com atendimentos médicos. Então, para saber mais, é só clicar nesse link.

A Eurekka tem diversos materiais sobre saúde nas nossas redes sociais, para ver todos os conteúdos, clique nos links: Instagram,  Facebook e  YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

ATENÇÃO TERAPEUTA

desafio terapeuta confiante

DOMINE O ATENDIMENTO ONLINE

09 aulas ao vivo gratuitas para você aprender tudo sobre atendimento terapêutico online.