Enxaqueca: entenda por que você tem e como evitá-la

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

Sabe aquela dor de cabeça chata que atrapalha qualquer coisa que você está fazendo? É a famosa e indesejada enxaqueca.

Às vezes, essa dor é pulsátil como se uma artéria fosse estourar em sua cabeça ou te faz não conseguir nem olhar para alguma luz. Outras vezes, a dor vem acompanhada por sintomas nada agradáveis, como mudanças na visão e formigamento.

Entenda por que você tem enxaqueca e como prevenir essa dor crônica que geralmente é tão incômoda.

O que é a enxaqueca

Segunda Ilustração enxaqueca

Primeiramente, enxaqueca (CID 10 – G43) é um tipo de dor de cabeça recorrente, não acompanhada de outros sinais e sintomas de doença neurológica. Entretanto, diferente de outros tipos de dores de cabeça, a enxaqueca possui características que deixaram o seu nome famoso como a gravidade da dor, latejamento ou pulsação e presença de aura, que vamos explicar mais adiante o que é.

Essa doença afeta ambos os sexos igualmente até a puberdade. A partir daí, mais mulheres sofrem com essa doença, provavelmente pelas mudanças hormonais, voltando a diminuir após a menopausa. Além disso, já se sabe que um menor nível socioeconômico é um risco para o desenvolvimento dessa doença no mundo.

A Sociedade Internacional de Cefaleias substituiu o nome tradicional “enxaqueca” em dois grandes grupos: as dores hemicrania com aura e hemicrania sem aura, sendo as hemicrania sem aura muito mais frequentes. Parece complicado por causa do nome, mas não é. Então, veremos a seguir as suas diferenças.

Fases da enxaqueca

A crise de enxaqueca pode ter 4 fases, cada uma com suas características.

Pródromo ou Premonitória

Essa primeira fase pode acontecer antes da dor e alertam para um início de crise. Em suma, são sinais dos mais diversos como mudança de humor, depressão, irritação, déficit de atenção e mudanças no apetite que podem iniciar até 72 horas antes.

Aura

Essa fase começa com mudanças na visão, podendo aparecer feixes e bolas de luz branca ou coloridas, ou linhas em ziguezague. A seguir formigamentos em lábios e braços podem acontecer e, por último, alterações motoras, tontura e sonolência. Esses sintomas duram, no máximo, 60 minutos.

Dor

A dor geralmente tem caráter pulsátil, latejante de intensidade moderada a grave, com localização de um dos lados da cabeça e que piora com exercícios físicos. Além disso, durante a dor, pelo menos uma dessas coisas ocorre: sensibilidade à luz, sons ou náuseas e vômitos.

Fase resolutiva

Essa fase pode ser considerada a “ressaca” da dor de cabeça. Ou seja, você permanece cansado, sonolento e pode apresentar uma leve dor de cabeça pelas próximas horas ou dias.

O que provoca a enxaqueca?

Homem estressado

Atualmente, não há um consenso sobre as causas fisiológicas das enxaquecas. Se sabe que os vasos do cérebro podem comprimir e se dilatar gerando os sintomas da aura que vimos antes, mas outros fatores como estímulos nervosos e a ação da serotonina também têm culpa na gênese da dor. Portanto, alimentos, hábitos e situações estressantes estimulam essas vias e podem desencadear a enxaqueca.

Veja abaixo alguns desencadeantes associados à enxaqueca:

  • Consumo de café, chocolate, queijos, tabaco e bebidas alcoólicas
  • Alterações hormonais como na menstruação
  • Situações de estresse
  • Jejum prolongado
  • Cheiros fortes como de perfumes
  • Muito tempo olhando para telas ou luzes fortes
  • Ar condicionado
  • Sono desregulado

Dica: pratique o mindfulness para lidar melhor com o estresse e emoções.

Como saber se tenho enxaqueca?

homem pensativo

Infelizmente, ainda não existe nenhum exame para o diagnóstico da enxaqueca. Por isso, ela pode ser mal interpretada como uma birra, frescura ou fingimento. Nesse sentido, a Sociedade Internacional de Cefaleias criou critérios objetivos para o diagnóstico clínico dessa doença. Então, conheça eles agora:

Hemicrania com aura

A hemicrania com aura é uma síndrome que se inicia com sintoma visuais, sensoriais e motores (aura). Após isso, a pessoa apresenta – às vezes diretamente, às vezes com intervalo de 1 hora – cefaleia geralmente unilateral e latejante, acompanhada de intolerância a luz e aos sons, com náuseas ou vômitos.

Os critérios diagnósticos da Sociedade Internacional de Cefaleias para hemicrania com aura são:

A) Pelo menos 2 crises de enxaqueca.
B) Pelo menos 3 das 4 características a seguir:

  1. Um ou mais sintomas reversíveis de aura;
  2. Ao menos um sintoma de aura se desenvolve gradualmente por mais de 4 minutos;
  3. Nenhum sintoma de aura dura mais do que 60 minutos;
  4. Cefaleia segue a aura após um intervalo inferior a 60 minutos (pode começar antes ou com a aura) e geralmente dura de 4 a 72 horas, podendo não aparecer.

Hemicrania sem aura

A hemicrania sem aura consiste em dor com as características abaixo sem os sintomas de aura:

A) Pelo menos 5 crises de enxaqueca.
B) Duração das crises entre 4 e 72 horas.
C) A dor deve apresentar pelo menos 2 das características a seguir:

  1. localização unilateral;
  2. Caráter pulsátil;
  3. Intensidade de moderada a grave;
  4. Piora da dor com atividade física de rotina;
  5. Duração da dor com pelo menos uma das características: náuseas, vômitos, sensibilidade à luz ou a sons.

Quanto tempo duram as crises?

ampulehta de tempo

As fases da enxaqueca podem durar de 4 a 72 horas, conforme a gravidade e período de “ressaca”.

Assim, uma dor de cabeça que dura mais de 15 dias no mês pode ser considerada uma enxaqueca crônica e pode precisar procurar um médico pois tratamentos mais direcionados podem ser indicados para melhorar a qualidade de vida do paciente.

O que é bom para enxaqueca?

Durante a crise, evite luz e sons altos. Se possível, tente deitar e dormir, pois a desregulação do sono pode ser a causa do problema. Além disso, analgésicos simples também podem ajudar a aliviar a dor de forma mais rápida.

Vários tratamentos estão surgindo para atacar as causas fisiológicas da enxaqueca como na ação da serotonina (a amitriptilina e outros antidepressivos agem nessa via) mas o melhor que se pode fazer é prevenir.

Quando procurar um médico

É importante diferenciar uma enxaqueca de outras doenças mais graves como infecções e AVC. Portanto, se você estiver sentindo algum outro sintoma como perda de movimentos, paralisia de face, febre alta (mais de 39ºC) e desmaios ou uma dor de cabeça que comece após pancadas ou quedas, você pode estar tendo algo além da dor de cabeça, procure um médico.

Prevenção

Por fim, uma mudança de hábitos do dia-a-dia pode melhorar a frequência e intensidade das crises de enxaqueca. Por isso, é importante evitar os alimentos, bebidas e situações desencadeantes que mostramos acima, além de praticar exercícios físicos regularmente e manter uma boa higiene do sono.

Mude seus hábitos em micro-passos com a terapia da Eurekka

sede presencial da Eurekka

Enfim, se você sofre com enxaqueca e quer ajuda para mudar hábitos que estão te prejudicando para melhorar sua saúde e o seu bem estar, entre em contato com a gente!

Assim, te convidamos a marcar uma conversa inicial, clicando aqui, para entender um pouquinho mais sobre os benefícios da terapia!

Por fim, gostou desse texto? Então, fique à vontade, também, para acessar nossos conteúdos em outras redes sociais, como: InstagramFacebook e YouTube.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

QUER MAIS?

TENHA A EUREKKA NA PALMA DA SUA MÃO
Instale o nosso aplicativo no seu celular.