Fluoxetina: saiba tudo sobre a ‘pílula da felicidade’

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

O cloridrato de fluoxetina é um medicamento utilizado no tratamento da irritabilidade e disforia (mal estar provocado pela ansiedade). Seu nome comercial mais famoso é Prozac, que chegou ao mercado no ano de 1986 e ficou conhecido como a “pílula da felicidade”.

Neste texto, você vai saber melhor o que é a fluoxetina, para o que é indicada, quais os seus efeitos colaterais, o tempo de duração dos efeitos, a relação dela com a ansiedade e se existe alguma relação com o emagrecimento. Além disso, vai entender como aliar esse medicamento com a terapia!

Porém, antes de começar o texto, é importante lembrar que você não deve tomar nenhum remédio psiquiátrico sem orientação e supervisão médica, ok?

O que é fluoxetina e para o que ela é indicada?

mulher triste, depressão, fluoxetina

Desde o seu lançamento, o cloridrato de fluoxetina representou uma revolução na categoria de antidepressivos. A substância atua no aumento do nível de serotonina no cérebro (o hormônio da felicidade).

Com isso, proporciona uma melhora nos sintomas de:

Esses são as principais indicações encontradas na literatura, mas a ciência médica evolui a todo momento.

desafio terapeuta confiante

Quais são os efeitos colaterais?

Todos os medicamentos possuem em sua bula os efeitos colaterais decorrentes do seu uso.

Normalmente, eles são divididos em duas categorias:

Mais frequentes

  • Diarreia
  • Náusea (vontade de vomitar)
  • Fadiga (cansaço)
  • Dor de cabeça
  • Insônia
  • Síndrome gripal
  • Faringite
  • Sinusite

Menos frequentes

  • Palpitações
  • Visão turva
  • Boca seca
  • Calafrios
  • Sensação de agitação
  • Diminuição do apetite
  • Dispepsia (indisposição gastrointestinal)]
  • Vômitos
  • Diminuição de peso
  • Diminuição do apetite
  • Distúrbio de atenção
  • Sonolência
  • Diminuição da libido
  • Distúrbio do sono
  • Hiperidrose (transpiração excessiva)
  • Prurido (coceira)
  • Erupções na pele

É necessário dizer que os potenciais efeitos colaterais citados não esgotam os outros que podem aparecer. Para saber mais sobre isso, consulte a bula do medicamento ou o seu médico.

Quanto tempo dura o efeito do medicamento?

Tempo de ação fluoxetina

A fluoxetina atingirá a sua concentração máxima no intervalo de 6 a 8 horas após a sua ingestão.

Além disso, deve ser utilizada por um período contínuo determinado pelo médico que a prescreveu. Esse tempo geralmente varia de 2 a 6 semanas para ter um efeito prolongado.

Fluoxetina e Depressão

A fluoxetina é um dos medicamentos utilizados para o tratamento da depressão. Trata-se de transtorno mental comum que afeta uma a cada cinco pessoas ao longo da vida.

Os sintomas de depressão são:

  • Tristeza persistente em diferentes intensidades;
  • Perda de interesse por atividades que antes empolgavam;
  • Dificuldade constante para se concentrar;
  • Baixa consideração por si mesmo, sentir-se sem valor, baixa autoestima;
  • Dificuldade de sentir prazer e emoções positivas;
  • Pensar em morte ou fazer um plano para suicídio;
  • Cansaço constante;
  • Problemas no sono (insônia ou hipersonia);
  • Mudança na velocidade dos movimentos;
  • Mudança no apetite e no peso.

A depressão é provocada por uma desequilíbrio químico no cérebro. E, por agir no controle da serotonina, a fluoxetina é classificada como um antidepressivo.

A substância foi um grande avanço no tratamento da depressão, já que causa menos efeitos colaterais em relação aos outros. Ela também não causa dependência, mas é importante seguir as recomendações médicas em relação à sua descontinuação.

Não é indicada a utilização da fluoxetina com outros antidepressivos, por causa de seus efeitos de interação medicamentosa. Mas um benefício proporcionado pela fluoxetina é o seu tempo de meia vida, que é longa. Assim, o indivíduo que se esquecer de ingerir o medicamento no horário adequado terá um intervalo maior para corrigir o esquecimento.

Diagnóstico de depressão

diagnóstico de depressão só pode ser dado por um médico psiquiatra ou um psicólogo. Ele leva em consideração os sintomas aqui citados, além da própria experiência com o olhar clínico. Afinal, existem outras condições que podem se confundir com depressão e um bom profissional estará capacitado para fazer essa investigação.

O diagnóstico oficial só é dado quando se confirma que os sintomas não são explicados por outra doença, como hipotireoidismo, por exemplo – que é um problema hormonal que pode causar muitos sintomas semelhantes aos da depressão e requer um tratamento específico.

Por fim, um teste criado por psicólogos da Eurekka também pode ajudar você a descobrir se você sofre com depressão. Clique na imagem abaixo para acessar:

teste de depressão

Fluoxetina e ansiedade

Como falamos anteriormente, a fluoxetina pode fazer parte do tratamento da ansiedade e dos sintomas provocadas por ela, como a disforia (mal estar). Como ela não é o único medicamento utilizado no tratamento da ansiedade, é necessário um diagnóstico personalizado para que o seu tratamento seja eficaz.

Os únicos profissionais que podem dar um diagnóstico oficial para você são médicos ou psicólogos. Você até pode ler sobre os sintomas na internet e se informar sobre os transtornos de ansiedade, mas um diagnóstico só poderá ser dado por um profissional da saúde.

Por isso, a nossa recomendação é que, se você está pensando em começar um tratamento por causa de uma suspeita de transtorno de ansiedade, a sua primeira atitude seja buscar um profissional (médico ou psicólogo), ok?

Além disso, os sintomas mais comuns podem aparecer em diversos tipos de transtornos, como o transtorno de ansiedade generalizada (TAG), o transtorno obsessivo compulsivo (TOC) e o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT).

Fluoxetina e emagrecimento

Perda de peso e fluoxetina

Além das indicações citadas acima, a fluoxetina também é muito procurada para o emagrecimento. E de fato, a perda de apetite é um dos efeitos colaterais relatados na literatura! Com o apetite reduzido, é natural que a pessoa coma menos e entre em déficit calórico (quando você come menos calorias do que o seu corpo gasta), provocando a perda de peso!

Além disso, ela pode proporcionar o emagrecimento através do tratamento da ansiedade, controlando compulsões alimentares! Como pessoas que sofrem de compulsão alimentar tendem a comer quantidades absurdas de comida em episódios compulsivos, ao tratar isso, o consumo calórico é reduzido significativamente.

Fluoxetina e TOC

A fluoxetina também é utilizada no Tratamento do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC). Trata-se de um transtorno relativamente comum, de caráter crônico e caracterizado pela presença de obsessões e compulsões, como o nome sugere. Além disso, é um quadro que provoca incapacitação, causando um efeito notável no dia a dia do indivíduo.

Assim, por ser um inibidor seletivo de recaptação da serotonina (ISRS), a fluoxetina irá combater os processos que ocasionam o transtorno. Entretanto, é importante lembrar, que uma parte extremamente importante no tratamento do TOC é a terapia.

Fluoxetina e terapia

sede presencial da Eurekka

Como exposto acima, os medicamentos têm a sua importância, mas os seus efeitos podem ser potencializados com a terapia.

Muitos não sabem, mas um bom tratamento não medicamentoso para corrigir alguns quadros como o da ansiedade e os danos causados por ela, como: perda de concentração, perda de foco, compulsão alimentar e outros.

Então, se você está com um daqueles sintomas que a fluoxetina combate, que tal procurar ajuda? Na Eurekka, você encontrará terapeutas treinados, psicólogos e psiquiatras, que te ajudarão a desenvolver habilidades para lidar com isso e vencê-la. 

Portanto, a Eurekka realiza centenas de atendimentos por mês na forma presencial e online, para qualquer lugar do mundo! Então, fique à vontade para marcar uma conversa inicial com um de nossos terapeutas, clicando aqui! Além da psicoterapia, a Eurekka também disponibiliza consultas médicas online e presenciais.

Por fim, curtiu o texto? Então, para acessar mais conteúdo gratuitos como esse sobre saúde mental, psicologia e psiquiatria, clique na rede social que preferir: InstagramFacebookYouTube e Twitter!

E assista ao nosso vídeo sobre as 5 formas de aliviar os sintomas e se curar da ansiedade:

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.63

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

QUER MAIS?

TENHA A EUREKKA NA PALMA DA SUA MÃO
Instale o nosso aplicativo no seu celular.