Hipertireoidismo: o que é a doença que faz emagrecer?

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

Você sabia que o hipertireoidismo pode fazer você emagrecer?

Trata-se de uma doença caracterizada pelo excesso de hormônios da tireoide, o que acelera o metabolismo, fazendo com que a pessoa perca peso. Entretanto, essa é apenas uma das consequências do hipertireoidismo. A condição pode afetar o funcionamento do sistema nervoso e até as batidas do coração.

Neste texto, você vai entender o que é e como tratar o hipertireoidismo, uma doença que pode ser um sinal de alerta perigoso que deve ser investigado.

O que é a glândula tireoide?

hipertireoidismo

Antes de tudo, a tireoide é um pequeno órgão situado na parte da frente do pescoço, logo abaixo da cartilagem tireoide (também chamada de “pombo de Adão”). Esse órgão na verdade pode ser considerado uma glândula por secretar diversos tipos de hormônios responsáveis pela regulação de diferentes sistemas do corpo.

Dentre eles, os hormônios da tireoide mais importantes e responsáveis pelo emagrecimento dos pacientes com hipertireoidismo são o T3 e T4. Elas são importantes substâncias produzidas a partir do iodo responsáveis pela regulação do metabolismo celular (maneira pela qual as células gastam a sua energia) em todo o corpo.

O que é hipertireoidismo

Muito diferente do que se pensa, o termo hipertireoidismo não se refere diretamente aos sinais e sintomas do excesso dos hormônios tireoidianos (T3/T4), mas a um problema na tireoide que gera produção excessiva dos hormônios. Ou seja, o hipertireoidismo é uma das causas dessa síndrome chamada tireotoxicose, mas não a única causa.

Pessoas que sofrem de anorexia nervosa podem ingerir esses hormônios de outras fontes, como suplementos vitamínicos e fórmulas de emagrecimento. Medicamentos e alimentos industrializados podem conter excesso de iodo e gerar a tireotoxicose (sintomas de ansiedade, perda de peso, intolerância ao calor…) mas sem haver o hipertireoidismo, ou seja, aumento de produção pela própria tireoide propriamente dito.

A principal causa de hipertireoidismo é a Doença de Graves, que manifesta os sintomas em 2 pessoas de 1000 doentes. Outras causas de hipertireoidismo são os bócios tóxicos, tumores como o adenoma tóxico e o adenoma secretor de TSH.

Quais são os sintomas do hipertireoidismo?

mulher magra com calça larga, anorexia

Como vimos no último parágrafo, o hipertireoidismo pode elevar níveis de T3 e T4, e assim gerar o conjunto de sinais e sintomas da tireotoxicose.

Dentre esses, o sintoma mais comum dessa síndrome é o aumento dos batimentos cardíacos acima de 100 por minuto (taquicardia) presente em 100% dos casos. Além disso, outros sintomas comuns e a frequência que eles aparecem são:

  • Nervosismo – 99%
  • Tremor – 97%
  • Bócio (crescimento da tireoide gerando uma massa no pescoço) – 97%
  • Sudorese Excessiva – 91%
  • Pele quente e úmida – 90%
  • Intolerância ao calor 89%
  • Palpitação – 89%
  • Cansaço – 88%
  • Perda de peso – 85%
  • Dispneia (falta de ar) – 75%
  • Alterações oculares – 71%
  • Fraqueza – 70%
  • Aumento do apetite – 65%
  • Inchaço nos membros inferiores – 35%
  • Diarreia – 23%
  • Mudanças na menstruação – 20%

Quem tem hipertireoidismo pode engordar?

Apesar do emagrecimento ser muito mais comum, o ganho de peso é relatado em cerca de 2% dos pacientes com essa doença. Os hormônios tireoidianos agem acelerando alguns processos do metabolismo das células, fazendo elas gastarem mais energia, queimando calorias e gerando o emagrecimento, mas em algumas pessoas isso aparentemente não gera tantos efeitos.

Uma das explicações possíveis é que essas pessoas podem ter resistência a ação desse hormônio, gerando um quadro mais parecido com o Hipotireoidismo, um outro distúrbio da tireoide que gera ganho de peso.

Diagnóstico

hipertireoidismo

O conjunto de sinais e sintomas pode guiar o médico na realização dos exames certos para confirmação do diagnóstico. Por isso a consulta com um profissional é importante para se realizar apenas os exames necessários, diminuindo os custos para o paciente.

Os principais exames utilizados na investigação do hipertireoidismo são exames de sangue para dosagem de T3 e T4 livres, a dosagem do TSH (hormônio que estimula a tireoide a produzir T3/T4). Bem como exames de imagem como a cintilografia usada para mapear a captação de iodo radioativo pela tireoide, a ultrassonografia de tireoide para avaliar a estrutura e os nódulos e a punção com agulha fina (PAAF) para avaliação das células dos nódulos.

O que pode causar o hipertireoidismo?

Em resumo, existem 4 causas de hipertireoidismo: Doença de Graves, bócio multinodular tóxico, o adenoma tóxico e o adenoma secretor de TSH.

  • Doença de Graves: É a causa mais comum do hipertireoidismo. Essa é uma doença autoimune, ou seja, gera anticorpos que estimulam a tireoide a secretar mais hormônios T3 no sangue
  • Bócio multinodular tóxico: Nessa condição a tireoide se torna difusamente aumentada de tamanho e de produção de T3. Geralmente é causado por uma deficiência crônica de iodo na alimentação. Apesar dessa substância ser suplementada no sal de cozinha no Brasil, muitas pessoas desenvolvem o bócio todos os anos.
  • Adenoma tóxico: nódulo neoplásico da tireoide que sofreu mutação e produz muito hormônio independente de estímulo do TSH

Quando o hipertireoidismo é grave?

Apesar de inicialmente não ser grave, as alterações do metabolismo geradas pelo hipertireoidismo aumentam as chances de diversas outras doenças, principalmente relacionadas ao sistema cardíaco e que podem levar à morte. Assim como os hormônios tireoidianos aumentam a força do coração e dos seus batimentos, esses efeitos geram uma maior chance de AVC, insuficiência cardíaca e arritmias.

Além disso, qualquer um desses estímulos da tireoide que comentamos acima aumenta as chances de desenvolvimento de câncer da tireoide. Por isso, essas condições devem ser avaliadas e tratadas por um médico o quanto antes.

Como o hipertireoidismo é tratado?

hipertireoidismo

O tratamento dos sintomas do hipertireoidismo (tireotoxicose) é baseado no repouso e uso de beta-bloqueadores que vão ajudar nas principais queixas de tremor e suor excessivo. Esse medicamento deixa o ritmo cardíaco mais baixo, diminuindo assim as chances dos problemas cardíacos que comentamos acima.

Como beta-bloqueador, pode ser usado propanolol 10-40mg até 160mg/dia, mas sempre de acordo com a orientação médica. Isso porque os beta-bloqueadores devem ser usados com cuidado em alguns pacientes, como os asmáticos.

Para o tratamento da causa do hipertireoidismo, o médico tem uma gama de opções que devem ser discutidas com o paciente, variando de acordo com cada causa que apresentamos aqui. Os tratamentos podem ser desde cirurgias para retirada de parte ou toda tireoide, radioiodoterapia e com medicamentos.

Tem como tratar hipertireoidismo de forma natural?

Existem vários estudos de como nossa alimentação pode interferir na progressão e gravidade do hipertireoidismo, mas nenhuma receita deve ser utilizada sem o tratamento médico dessa doença que pode ser fatal se não tratada adequadamente.

Consulta médica na Eurekka

sede presencial da Eurekka

A Eurekka ajuda centenas de pessoas disponibilizando uma plataforma de apoio médico e psicológico. Se você quiser ter seu hipertireoidismo acompanhado na Eurekka, você pode agora mesmo marcar uma conversa com um dos médicos do nosso time.

Se você tem curiosidade em ver como funcionam nossas consultas presenciais você também pode marcar uma conversa inicial com um dos nossos médicos clínicos clicando aqui!

Além disso nós temos diversos conteúdos gratuitos como esse que você acabou de ler em nosso blog e em nossas redes sociais: YouTubeTelegramFacebook e Instagram! 

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 3.92

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

QUER MAIS?

TENHA A EUREKKA NA PALMA DA SUA MÃO
Instale o nosso aplicativo no seu celular.