Priapismo: quando a ereção se torna um problema

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

Uma ereção indesejada pode ser motivo de vergonha para muitos homens, principalmente adolescentes que estão inundados de hormônios. Nesse sentido isso pode ser um evento normal da vida , mas uma ereção prolongada pode virar algo muito doloroso, chamado priapismo, e é preciso entender o que causa isso.

Entenda, neste texto, o que é o priaprismo e quando você deve se preocupar com sua ereção. Além disso, quais são os sintomas, causas, fatores de risco e mais.

O que é?

homem com priapismo

O chamado Priapismo é quando o homem tem uma ereção por mais de 4 horas sem que ela tenha um estímulo para acontecer. Ou seja, é quando o homem fica com o pênis ereto por mais de 4 horas sem estar excitado

Sintomas do priapismo

O sintoma mais específico é a ereção. A dor pode acompanhar, dependendo do tipo. Um priapismo isquêmico, quando se acumula sangue venoso no pênis, gera dor. Já o priapismo arterial, quando é o sangue rico em oxigênio que está acumulado, não dá dor.
Além desses sintomas, é interessante avaliar se você já teve um episódio assim antes ou se teve algum trauma anterior à essa ereção. Porque, se esses forem os casos, os diagnósticos podem ser diferentes.

Tipos de Priapismo

homem com dor

Existem dois tipos, o isquêmico e o não isquêmico. Mas antes de falar de cada um precisamos entender como acontece a ereção no homem.

Quando o homem recebe um estímulo aumenta o fluxo de sangue na artéria cavernosa, que leva sangue até o pênis. Esse estímulo é variado e vai desde estímulo sexual até algum medicamento, ou seja, qualquer coisa que leve o homem a ter uma ereção. 

O sangue que chega no pênis pela artéria cavernosa é drenado pelas veias presentes da parte periférica do pênis. Quando o sangue que chega está em maior volume do que as veias são capazes de drenar, o corpo cavernoso fica cheio. Esse enchimento aumenta a pressão sobre as veias periféricas, o que também contribui para que elas tenham mais dificuldade para drenar. Dessa forma, com esse aumento de sangue nos corpos cavernosos e dificuldade das veias em drenarem, acontece a ereção.

O que acontece é que ou se acumula sangue arterial que não é drenado, ou se acumula sangue venoso que não consegue sair das veias.

Priapismo isquêmico

Acontece quando há um acúmulo de sangue nas veias. Também recebe o nome de priapismo de baixo fluxo ou veno-oclusivo. Trata-se de uma urgência que precisa ser resolvida de forma rápida no hospital. Além disso, o homem sente muita dor.

Nesse caso o tempo é essencial, pois quanto mais tempo o homem ficar com essa ereção, pior o prognóstico. Depois de 2 dias de ereção acontece a necrose do músculo do pênis e é preciso trocá-lo por uma prótese. É nesse caso, portanto, que acontece a disfunção erétil.

Por isso, caso você tenha uma ereção dolorosa por mais de 4 horas, procure um pronto socorro!

Priapismo arterial

Também chamado de priapismo de alto fluxo ou não isquêmico. Nesse caso acontece um acúmulo de sangue arterial no pênis. Por isso, não é tão grave, não tem dor e, na maioria das vezes, se resolve sozinho.

O uso de gelo no local pode aliviar os sintomas, principalmente quando acontece em crianças. Pode-se também fazer uma embolização seletiva de uma artéria, ou seja, impede-se que mais sangue chegue na artéria, evitando seu acúmulo.

Priapismo intermitente

A principal causa é anemia falciforme. Nesse caso acontecem episódios recorrentes de priapismo doloroso. Geralmente esses episódios têm um intervalo curto, de poucas horas.

Causas

drogas

As principais causas do priapismo isquêmico são 4:

  • Tratamento de impotência: para tratar a impotência sexual se usa medicamentos vasodilatadores. Eles podem ser tanto medicamentos orais quanto injetáveis no próprio corpo cavernoso. Quando se usa o segundo caso pode acontecer do sangue ficar preso no corpo cavernoso e não conseguir ser drenado.
  • Doenças hematológicas: homens com anemia falciforme tem mais priapismo.
  • Tumores
  • Drogas e outro remédios: uso de cocaína, trazodona e warfarina têm como efeito colateral o priapismo em alguns casos. 

Mas essas também podem ser causas do priapismo arterial. Contudo, a causa mais comum é trauma de períneo e fístula artério venosa. A fístula é quando uma veia se junta com uma artéria.

Como evitar?

Algumas causas de priapismo como anemia falciforme e tumores não podem ser evitados, mas as outras causas sim. Então a melhor forma de evitar é evitando suas causas. Dessa forma, não usar medicamentos injetáveis para o tratamento de impotência, assim como não usar as drogas nem medicamentos que causam priapismo são formas de evitá-lo.

O que fazer para aliviar?

médicos para aliviar priapismo

No caso do priapismo sem dor, ou seja, arterial, basta esperar que ele passe sozinho. Pode-se, ainda, colocar uma compressa fria, o que ajuda a drenar o sangue. Na dúvida se é arterial ou isquêmico, procure o pronto socorro e os médicos poderão orientar melhor.

Já no caso do priapismo isquêmico, ou seja, com dor, deve-se ir o mais rápido possível ao hospital. Lá os médicos farão uma punção no pênis para aspirar o sangue e lavar os corpos cavernoso. Junto com isso se faz uma derivação, ou shunt. O shunt é quando se faz uma passagem para o sangue ser drenado por outro lugar, assim, geralmente ele passa a ser drenado pelo corpo esponjoso. O intuito do shunt é preservar a função erétil do homem, mas isso só é permitido até certo tempo de ereção. Depois de 48 a 72 horas deve-se considerar colocar uma prótese de pênis logo pois as complicações são menores nesse caso.

Fatores de Risco

Os fatores de risco são os mesmos que as causas: uso de medicamentos e drogas, anemia falciforme e tumores.

O que é priapismo infantil? 

O priapismo infantil é quando acontece na criança. Ele pode ocorrer em todas as idades, inclusive nos recém nascidos. É muito raro, geralmente causado por trauma. Mas a investigação se faz muito importante pois pode ser um sintoma de alguma doença grave.

Existe priapismo feminino?

Na medicina não se fala muito de priapismo feminino mas pode acontecer do clitóris ficar cheio de sangue, assim como o pênis, podendo simular um priapismo.

Alimentos podem causar priapismo?

Existem alguns alimentos que alguns estudos afirmar ajudarem na ereção, mas não tem nenhum estudo que afirma que qualquer alimento causa priapismo

Quem tem priapismo pode ter filhos?

Dependendo do priapismo, sim. Assim, se for priapismo arterial não há prejuízo para a potência sexual ou para a fertilidade.

Por outro lado, o priapismo isquêmico, se for mantido por muito tempo leva à impotência sexual, o que pode afetar a fertilidade. Porém, a produção de espermatozoides do homem não é afetada, então técnicas de reprodução assistida são uma boa opção caso não se esteja conseguindo engravidar pelo método natural.

Material Grátis da Eurekka

sede porto alegre

Nós somos uma clínica de psicologia e de medicina também. a Eurekka tem psicólogos escolhidos a dedo para te ajudar a melhorar sua qualidade de vida. Clique aqui para marcar uma consulta.

Contamos com médicos de diversas especialidades, inclusive psiquiatras. Para saber mais é só clicar aqui.

Por fim, para acessar mais materiais como esse não deixe de conferir nosso Blog. Além disso, a Eurekka está nas redes sociais, confira todos nosso conteúdos lá: Instagram Facebook e YouTube ou no nosso aplicativo.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados