Nós sempre recebemos muitas perguntas sobre estresse e hoje queremos responder todas elas para vocês! Por isso, no texto de hoje vamos falar tudo sobre os sintomas de estresse emocional e as melhores formas de combater ele. Vamos lá?

Para começar, precisamos entender o que é o estresse emocional e quais são as suas causas!

O que causa o estresse emocional?

O estresse é uma reação natural do corpo a uma ameaça percebida. No nosso corpo, nós temos dois principais hormônios que atuam frente a uma situação ameaçadora, o cortisol e a adrenalina.

Quando isso acontece, nossa pressão arterial aumenta, os batimentos cardíacos ficam mais acelerados, nós ficamos mais alertas para entender o que está acontecendo e a irritabilidade vem com tudo!

Mas tudo bem, porque o nosso corpo está apenas tentando nos proteger de uma ameaça. No entanto, esse sistema vem de um tempo em que o ser humano vivia em tribos, em savanas africanas, em que as ameaças eram constantes.

No entanto, as ameaças que o nosso corpo percebe hoje são mais como prazos, trabalhos que acabam saindo do nosso controle, problemas durante o trânsito, desentendimentos que você tem com a sua família ou até mesmo decepções com alguma expectativa.

O estresse emocional começa a surgir quando a gente não dá importância para sinais iniciais de que o estresse está começando a se transformar em um problema para nós. O estresse emocional, então, tira as nossas energias, deixa a gente muito mais irritado, gera insônia e pode fazer o nosso peso oscilar bastante.

Quais são os sintomas do estresse emocional?

  • Irritabilidade – sensação de que, a qualquer momento, você pode estourar com alguém;
  • Fadiga – quando você se sente cansado, ao longo do seu dia, mesmo não tendo feito algo muito cansativo.
  • Insônia – quando você perde a vontade de dormir, parece que na hora de dormir você fica com seus músculos tensos, mil e uma preocupações surgem para você e você não consegue fazer com que os pensamentos parem de surgir;
  • Tensão muscular no corpo todo – sensação de “corpo travado”.

O interessante é que os músculos da face também ficam contraídos! E isso acaba gerando algumas tensões ao redor da nossa face, resultando em dores de cabeça.

Ainda, não podemos deixar de lado alguns outros sintomas importantes como:

  • Perda de apetite ou aumento do seu apetite – que pode fazer tanto que o seu peso aumente, como com que o seu peso diminua;
  • Imunidade reduzida – você começa a ter resfriados que são um pouquinho mais fortes do que o normal, percebe que gripes, que antes não abalavam tanto você, começam a se transformar num problema muito maior;
  • Dificuldade para se concentrar em tarefas; ou seja, começou a levar um tempo muito maior para realizar tarefas que antes você fazia com muita agilidade;
  • Queda de cabelo;
  • Irritabilidade;
  • Problemas gástricos; dores no estômago, refluxo, azia;
  • Problemas intestinais.

Por isso, não se deixe levar achando que não vai dar nada ou achando que tudo vai ficar bem. Se você tem notado algum desses sintomas e problemas de saúde, procure atendimento agora!

Quais são os sintomas de estresse emocional na pele?

Ainda que o estresse possa ser um mecanismo inteligente do nosso corpo frente a situações de perigo, ele torna-se danoso se avança para um quadro crônico. Além de todos os sintomas que já citamos, o estresse emocional pode causar problemas de pele.

Alguns deles são:

  • Dermatite atópica;
  • Acne;
  • Psoríase;
  • Urticária;
  • Vitiligo.

E essas condições podem derivar de alterações hormonais, imunidade baixa, presença de bácterias, aumento na produção de óleo e predisposição genética. Embora nem todas sejam causadas diretamente pelo estresse emocional, todas são agravadas por situações estressantes.

Como tratar o estresse emocional?

A melhor maneira de tratar o estresse emocional AGORA é adicionar pausas ao longo do seu dia!

Podemos pensar o stress emocional como estar com sede e ainda precisar correr uma maratona (difícil, né?) Então, não deixe para que essa bola de neve acabe se transformando em algo muito maior do que precisava ser.

1. Faça pausas ao longo do dia

Sendo assim, planeje pausas ao longo do seu dia e verifique em que momento você pode tirar 3-5 minutos para tomar um copo d’água ou para fazer uma visita até o banheiro, nem que seja para passar uma água no rosto. Enfim, um momento em que você pare um pouquinho e foque em outra atividade.

2. Faça caminhadas

Uma outra sugestão para você poder lidar melhor com essa situação é praticar caminhadas – ou outros tipos de atividade física. Se você tem um animal de estimação, como um cachorrinho, por que não fazer um passeio?

Pode ser visitar um parque, dar uma caminhada no bairro ou uma volta na quadra. E não precisa ir muito longe, apenas o contato com o seu corpo – que a caminhada proporciona – e o contato com a natureza – que parques arborizados também proporcionam – já pode fazer o seu nível de estresse reduzir.

3. Perceba os sintomas físicos do estresse

Contudo, a coisa essencial para tratar o estresse emocional é ficar atento aos sintomas físicos. Nesse sentido, comece a observar o que está acontecendo no seu corpo em termos insônia, apetite, humor, tensão física etc.

Dessa forma, você conseguirá perceber que está estressado e conseguirá tratar os sintomas que aparecerem. Ou seja, se você está sentindo seu corpo tensionado, pode tentar um relaxamento progressivo; se sente ansiedade, pode tentar uma respiração diafragmática.

E todo o material de apoio para essas técnicas você encontra no YouTube e no Instagram da Eurekka (ou clicando em cima do nome de cada técnica!)

Tratamento para combater os sintomas do estresse emocional com a Eurekka

Se você quer visitar um psicólogo e tratar esse seu quadro de estresse emocional, sinta-se a vontade para entrar no nosso site da terapia e conhecer mais sobre o nosso trabalho, clicando aqui!

Um atendimento individualizado, com alguém que escute suas demandas e entenda tudo que está acontecendo com você é a melhor forma de viver a vida que você sempre quis.

Parabéns por ter procurado informação e ter chegado até aqui, nós estamos muito orgulhosos de você! Curtiu o texto? Para acessar mais conteúdos gratuitos como esse sobre psicologia e saúde emocional, clique na rede social que preferir: Instagram, Facebook e YouTube!