fbpx
Escolha uma Página

Você já se perguntou se a terapia pra depressão funciona? Se vale a pena entrar numa terapia e quais são os tipos de benefícios que você pode tirar disso. Hoje eu vou te ensinar um pouquinho mais sobre como a terapia para depressão é super baseada em evidências e pode não só tirar você desse caso, como também ajudar você a viver uma vida muito melhor.

Os dados são assustadores. A gente sabe que, ao longo da vida, uma em quatro pessoas vai ter, pelo menos uma vez, depressão. Pode não ser você, mas, certamente, alguém que você conhece, ama e com quem você se importa, vai desenvolver depressão ao longo da vida. Então, é super importante saber como funciona a terapia pra depressão.

A gente fala sobre terapia, mas na verdade são vários tipos. Hoje você vai descobrir quais são os benefícios de fazer o tratamento. Mas, antes da gente entrar nos tipos de terapia para depressão, é importante saber identificar a depressão.

Quais são os sintomas de depressão?

Como eu sei se eu, ou alguém que é importante para mim, esta com depressão? Os sintomas de depressão são super estudados pela psicologia e pela psiquiatria.

Eles precisam estar aparecendo na sua vida, ou na vida da pessoa que você ama, pelo menos durante as últimas duas semanas. Então, não é porque teve um dia em que a pessoa estava mais triste, com menos vontade de se engajar, que você já vai poder falar de depressão.

Os principais sintomas de depressão são:

  • Pensamentos de culpa ou de inutilidade
  • Sensação persistente de desconexão com a vida
  • Irritabilidade
  • Cansaço extremo
  • Dificuldade de se concentrar
  • Pensamento lento
  • Mudanças no seu padrão de sono (você começa a dormir mais do que dormia antes ou tem dificuldade para dormir, sente que o sono não está tendo qualidade)
  • Aumento na sua fome ou perda de fome completa.

Também, é comum que venha um ganho de peso sem muita explicação ou perda de peso em função dessa mudança e,  até mesmo, pensamentos de morte ou algo do tipo: “Seria melhor se eu não existisse” e “Quem sabe seria melhor se eu tirasse minha própria vida”.

Depressão, de fato, não é simplesmente estar triste e não querer se engajar em nada por um certo período de tempo. Também, é um dos transtornos psicológicos que mais leva ao suicídio. Então, não cuidar da depressão pode ser letal.

Beleza, agora que você já sabe identificar quais são os principais sintomas da depressão, pode estar se perguntando: “Quais os tipos de terapia para depressão?”

Conheça os tipos de terapia para depressão

Existem diversos tipos de terapia para depressão, mas alguns deles têm evidências científicas de que funcionam, como estudos controlados, acompanhando quem fazia terapia, quem fazia outras ou quem não fazia nada. No texto de hoje a gente só vai falar sobre esse tipo de abordagem para depressão!

Terapia Online

Uma grande vantagem atual das terapias para depressão é que você pode fazer ela online, onde quer que você esteja, no Brasil ou fora do Brasil. Você pode contratar um psicólogo, mesmo que na sua cidade não seja fácil ou não tenha alguém na linha que você está buscando.

Os estudos mostram que a terapia online é tão efetiva quanto a terapia presencial. Você ainda está diante de uma pessoa que está conversando com você, você está enxergando ela e ela está enxergando você e suas microexpressões, estão ouvindo o tom de voz etc.

Isso facilita muito o acesso à terapia de quem mora numa cidade pequena ou que não achou um psicólogo local que fizesse sentido para ele. Então, você tem a sua disposição muitos e muitos terapeutas para ajudar você a sair dessa.

Psicoterapia para depressão

Como a terapia Cognitivo Comportamental. Ela ajuda você a mudar sua forma de encarar a realidade e lidar com pensamentos automáticos, ao mesmo tempo em que mudam seus comportamentos e a maneira como você age na vida.

Esse é o tipo de terapia mais estudada e com mais comprovação de que de fato funciona.

Terapia médica

Ou seja, tomar remédios psiquiátricos, acompanhado do seu psiquiatra e conversando com seu psicólogo, encarando o seu tratamento de uma maneira sistêmica. Porque,muitas vezes, quando uma depressão se desenvolve, numa fase inicial, vale muito a pena corrigir desbalanços químicos, que podem estar mantendo você preso no ciclo da depressão.

Infelizmente, a depressão tem uma particularidade, ela é um ciclo vicioso. Você, de repente, está muito triste, com todos esses sintomas que a gente já conversou, e começa a pensar assim: “Ir pro trabalho hoje? Eu não tô afim, eu estou muito triste, não vou conseguir” ou  “Ver meus amigos? Não, não to com vontade”.

Você começa a fugir da vida e a se esconder cada vez mais. Como você não está tendo contato com as coisas que eram importantes para você, você também não está feliz. Isso deixa você com menos energia e disposição de encarar de novo as coisas.

Terapias alternativas para depressão

A gente recomenda que você busque apoio profissional, porque toda ajuda é bem vinda quando a gente está lutando contra um transtorno que gera tanta dor. Então, você deve buscar todas as ajudas que você puder.

Mas se você não tiver como, você pode usar um pouco dessas táticas de remodelação da sua vida para conseguir combater a depressão. Que é o que a gente, aqui na Eurekka, chama de terapias alternativas para depressão, mas que não são tão alternativas assim e que você pode, com tranquilidade, combinar com a sua psicoterapia.

1. Garantir que você fez um bom checkup

Ou seja, que você viu que a sua saúde física está 100%. Se você tiver alguma doença no seu corpo, e não estiver recebendo o tratamento, você pode confundir certos efeitos da doença com depressão. Até mesmo uma anemia ou uma diabetes não tratada, podem gerar efeitos de: menor vontade de se engajar na vida, mais cansaço, mais dificuldade etc. Então, vale tratar tudo isso.

2. Fazer exercícios físicos

Exercício físico tem demonstrado, em todas as nossas pesquisas de psicologia, um efeito enorme e super benéfico. Não só para depressão, mas também para você levar uma vida mais feliz.  Aqui, a dica de ouro é: qualquer exercício é melhor do que nenhum exercício. Você levantar da cadeira, sentar na cadeira, caminhar em casa, dar uma volta na rua, dançar um pouquinho ou fazer um exercício mais pesado são benéficos. Não precisa começar com uma hora de academia por dia. Se você fizer cinco minutos ou três minutos de exercício, de uma maneira constante, e for, aos poucos, subindo essa quantidade, você já está se exercitando.

3. Consolidar seu sono

Assim, garantindo que você está dormindo com qualidade e o número de horas necessárias para ter disposição. A falta de sono crônica pode ser confundida com depressão. Imagina, se você dorme muito menos do que deveria, todos os dias da semana, é claro que você vai estar mais irritável e vai se sentir mais desconectado das coisas que estão na sua vida. Talvez, também altere o seu apetite, fazendo que você coma mais ou coma menos. Vale muito a pena controlar o sono.

4. Se engajar em encontrar os amigos

Relações sociais de qualidade são essenciais para prevenir depressão, mas também para nos tirar dela. Então, marque um horário para ver familiares que são importantes para você, para ver amigos ou para ligar para aquela pessoa que é importante, que você não fale há muito tempo.

Tudo isso ajuda você a manter a depressão lá longe ou a sair de um episódio depressivo. Todas essas táticas ajudam a compor um tratamento maravilhoso para depressão.

Quanto tempo dura o tratamento para depressão?

Vai depender muito de pessoa para pessoa. Algumas pessoas respondem muito rápido e, em questão de dois meses de mudança de hábitos, terapia e acompanhamento medicamentoso, já tão bem longe do que era um estado depressivo inicial.

No entanto, vão ter outras pessoas para as quais o tratamento vai levar seis meses ou mais. Às vezes, uma depressão mais insistente ou mais refratária, vai exigir mais criatividade do terapeuta para construção de técnicas para depressão e do médico para ajustar a medicação.

O que eu posso dizer para você é que depressão é um dos transtornos psicológicos mais tratáveis que existem. A gente tem muitas técnicas e muitas possibilidades para ajudar você a sair. Então, não deixe de buscar ajuda pensando que para você não vai funcionar. Hoje em dia, a gente consegue tratar todos os tipos de depressão.

Quais são os benefícios do tratamento?

O tratamento para depressão tem uma particularidade muito interessante. A maioria dos transtornos que a gente tem, como gripe ou infecção, passam por um tratamento e, depois, a sua vida volta ao estado anterior.

Tratar depressão tem benefícios que são muito diferentes. Se você tratar depressão direitinho, combinando terapia, medicamentos – se for o caso – mudança de hábitos e vários outros fatores, você não vai estar só se vendo livre da depressão, mas também você vai estar construindo uma vida bem melhor.

Uma vida em que você está mais conectado com as pessoas à sua volta, uma vida em que você cuida melhor da sua saúde física e, por consequência, da sua saúde mental. Ainda, uma vida em que você desenvolveu as habilidades e o autoconhecimento necessários para se sentir o capitão do seu navio, de novo.

Fazer tratamento para depressão não é só fazer tratamento para depressão. É um upgrade no seu bem estar, ao construir as bases de uma vida que é muito mais parecida com a que você sonhava.

Quer saber qual terapia é ideal para o seu caso? Entre em contato com a Eurekka

Se você ficou interessado em fazer terapia online ou presencial de qualquer lugar do planeta com a gente aqui na Eurekka, vai ser um privilégio receber você para uma conversa inicial. Clica aqui no nosso site, marca uma conversa inicial e vê se a nossa terapia faz sentido para você.

Muito obrigado por ter lido até aqui, esperamos que tenha ajudado. Clique no link para ver o vídeo sobre o assunto: Terapia para depressão: quais são os tipos e benefícios do tratamento?

Terapia para depressão: quais são os tipos e benefícios do tratamento?

Se você decidir fazer terapia na Eurekka, a gente vai receber você de braços abertos!