Tirar a habilitação pode ser um desafio e tanto para muitas pessoas, seja pelo nervosismo na hora da prova ou seja pelo medo de acidentes de trânsito. Por isso, hoje queremos te ajudar, com dicas e técnicas, a perder de vez o medo de dirigir! Vamos lá?

Quais são os sintomas do medo?

Você já deve ter sentido medo, né? É uma emoção tão presente na nossa vida que eu acho impossível você nunca ter sentido medo na sua vida. E o medo é aquela sensação desconfortável de você querer se afastar de algo.

Pode ser o medo de um inseto ou pode ser o medo de altura, por exemplo. Nessas horas, você começa a sentir:

  • Falta de ar – o ar ficar pesado;
  • Dores no peito;
  • Uma vontade de fugir – de não fazer o que está te causando medo, de não enfrentar a situação;
  • A palma das suas mãos suando frio.

No caso do medo de dirigir, podem começar a aparecer imagens na sua cabeça de que você pode errar algo, bater o carro, machucar alguém ou machucar a si mesmo.

Ainda assim, o medo tem alguns sintomas que são naturais. Afinal, existe um desconforto normal que sentimos quando estamos aprendendo algo novo! Por exemplo, quando você está aprendendo uma nova língua ou uma habilidade nova é natural que você tenha algum receio de treinar essas habilidades.

Como o medo pode atrapalhar o processo para tirar a habilitação ?

Se você está aprendendo a dirigir, você, automaticamente, já tem uma dificuldade, que é: você está aprendendo algo novo. E aprender algo novo é naturalmente desafiador!

1. O medo te impede de treinar

Agora, quando você adiciona esse desafio de algo novo ao medo, você tem a receitinha do caos. Ou seja, você junto uma dificuldade natural com uma dificuldade que o seu corpo, naquele momento, está manifestando para você.

Em resumo, o medo vai atrapalhar você a tirar habilitação porque ele não vai querer que você pratique, pois é exatamente quando você mais sente medo. O medo te faz querer evitar aquela situação; então, quanto mais você praticar, menos medo você irá sentir.

2. O medo te traz ansiedade na hora de dirigir

Adicione a esse quadro toda a dificuldade motora que o medo acaba trazendo. Pense, quando você está na frente de uma altura que você tem medo, na frente de um inseto ou de um animal, o que acontece? Você treme.

Então, imagina você tendo que fazer baliza, mexer no volante, mexer no câmbio ou no freio e ainda estar tremendo. Difícil, né!

Em resumo, o medo vai te atrapalhar de duas formas:

  1. Fazendo com que você não treine;
  2. Trazendo desconforto emocional para você no momento em que você estiver praticando, que se manifesta em sintomas físicos (como os sintomas de uma crise de ansiedade).

Porque as pessoas têm medo de dirigir ?

Para responder essa pergunta a gente tem que olhar um pouquinho para o que acontece quando estamos dirigindo. De fato, ficamos sujeitos a algumas intempéries e alguns acidentes – e acidente é a palavra chave aqui.

1. Medo de um acidente acontecer

As pessoas têm medo de dirigir porque superestimam a chance de um acidente automobilístico ocorrer; pensando que o outro carro vai bater nelas; que elas vão bater em algum carro; que vai rolar alguma colisão etc.

A sua mente fica constantemente trazendo para você informações para que você não sofra um acidente, porque ela tá querendo fazer com que você não se machuque – e isso é muito louvável. Mas, infelizmente, o resultado prático desse medo é que a gente acaba não praticando.

2. Medo do julgamento dos outros

Você já deve ter percebido que eu estou falando aqui sobre a síndrome do impostor. Ou seja, aquela vozinha julgadora que traz um monte de pensamentos, imagens e julgamentos para você, como:

  • “Mas o que será que as pessoas vão pensar?
  • “Vão olhar para mim e vão ver que eu realmente não sei dirigir, eu sou um fracasso!”
  • “Um dia eu tirei a minha habilitação, como é que eu consegui tirar a minha habilitação!?”

Técnicas para perder o medo de dirigir

Aqui na Eurekka a gente está sempre falando sobre técnicas para você vencer qualquer medo; e isso inclui o medo de dirigir! Para perder o medo de dirigir você utilizará 3 técnicas:

1. Enfrentamento

Sem o enfrentamento, é como se você estivesse o tempo inteiro dentro da sua zona de conforto. Então, quando você vai dirigir você está dando um passinho – um micropasso – em direção à sua zona de desconforto.

Quando você enfrenta, você está treinando; e treinando, você aprimora suas habilidades. No longo e médio prazo, isso faz com que as suas habilidades aumentem e, por consequência, a chance de você se envolver em um acidente diminua.

No entanto, você não precisa enfrentar seu medo de uma vez só. Ao invés disso, você pode quebrá-lo em micropassos, como por exemplo: entrar no carro sozinho, se acostumar com o ambiente do carro, ligar o carro, andar um pouco para frente e para trás com alguém junto – e depois dirigir sozinho -, quem sabe dar uma volta no quarteirão etc.

2. Respiração diafragmática

Sugerimos que, quando você entrar no veículo para dirigir, antes mesmo de ligar o carro ou logo quando você ligar, você pratique a respiração diafragmática. E não se preocupe, você pode aprender a fazer a respiração diafragmática clicando aqui!

Essa prática vai fazer com que você reduza os sintomas do medo no seu corpo; por consequência reduzindo o medo na sua mente, já que mente e corpo estão conectados.

3. Observar seus pensamentos

Agora, precisamo lidar com os pensamentos e julgamentos que surgem o tempo inteiro – a síndrome do impostor dizendo que você não é um bom motorista. Para isso, você deve observar essas vozes, apenas como sendo vozes.

Quando a gente toma os nossos pensamentos como verdades absolutas, como regras que sempre foram verdades e sempre serão verdades, a gente acaba não percebendo que são apenas pensamentos.

E esses pensamentos não significam a verdade! Você pode até pensar que é um mau motorista ou um bom motorista, mas isso não vai fazer tanta diferença na hora de você dirigir.

Orientação psicológica para superar o medo de dirigir com a Eurekka

Quer perder o medo de dirigir, aprender a lidar com as suas emoções e viver uma vida melhor? Então, fique a vontade para procurar ajuda e marcar uma conversa inicial com um de nossos terapeutas, clicando aqui.

Curtiu o texto? Para acessar mais conteúdos gratuitos como esse sobre psicologia e saúde emocional, clique na rede social que preferir: Instagram, Facebook e YouTube!